Degustação Gaja 2016

Enopira Maximum Italy 2016

As joias de Angelo Gaja

LOCAL: ENOPIRA

Rua Mamede Freire nº 79             Piracicaba SP

FONE: (019) 3424-1583-  Cel. (19) 982040406

luizotaviol@uol.com.br

http://www.enopira.com.br 

DIA: 10/03/2016 (Quinta-feira)      

HORÁRIO:20:00h

VINHOS APRESENTADOS:

  1. Barbaresco 1994- R$ 1.600,00
  2. Barbaresco 2006- R$ 1.600,00
  3. Sperss 1993- R$ 2.000,00
  4. Sperss 2004 – R$ 2.000,00
  5. Sori San Lorenzo 2001- R$ 4.000,00
  6. Sori San Lorenzo 1998- R$ 4.000,00
  7. Costa Russi 1998- R$ 4.000,00
  8. Sori Tildin 1998- R$ 4.000,00

Após a degustação será servido: Brasato al Barolo e Tri-funghi, Polenta con Mascarpone e Cipolline in agrodolce

PREÇO POR PESSOA: R$ 1.200,00

 Situação- Lotada.

Degustação Joias de Angelo Gaja

Enopira- 10/03/2016

Vinhos apresentados:

  • Gaja Barbaresco DOCG 1994 (1859)

Produtor- Gaja- Barbaresco- Cuneo- Piemonte- Itália

Castas- 100% Nebbiolo de 14 vinhedos diferentes em Barbaresco

Teor alcoólico- 13%

Amadurecimento- 12 meses em barricas de carvalho francês e 12 meses em Botti.

Preço- R$ 2.000,00

Serviço- Decantado por uma hora e servido a 18ºC

Já pronto, com cereja, alcaçuz, funghi, notas de couro, notas de rosas e leve alcatrão.

Boa acidez, corpo médio, muito bom equilíbrio, sutil e muito bom retrogosto. Nota 93

  • Gaja Barbaresco DOCG 2006 (1859)

Produtor- Gaja- Barbaresco- Cuneo- Piemonte- Itália

Castas- 100% Nebbiolo de 14 vinhedos diferentes em Barbaresco.

Teor alcoólico- 14,5%

Amadurecimento- 12 meses em barricas de carvalho francês e 12 meses em Botti.

Preço- R$ 2.000,00

Serviço- Decantado por duas horas e servido a 18ºC

Mais corpo e estrutura que o anterior, notas licorosas, couro, funghi, alcaçuz e café.

Harmônico, muito bom equilíbrio e excelente retrogosto. Nota 94

  • Gaja Sperss Barolo DOCG 1993 (1988)

Produtor- Gaja- Barbaresco- Cuneo- Piemonte- Itália

Castas- 100% Nebbiolo de vinhedo Sperss em Marenca-Rivette (Serralunga)

Teor alcoólico- 13,5%

Amadurecimento- 12 meses em barricas de carvalho francês e 12 meses em Botti.

Preço- R$ 2.500,00

Serviço- Decantado por uma hora e servido a 18ºC

Boa estrutura, bom corpo, boa acidez, muito bom equilíbrio, cereja, funghi, alcatrão, rosas, notas terrosas e excelente retrogosto. Nota 94+

Obteve 05 primeiro lugar, 02 segundo lugar e 03 terceiro lugar, somando 22 pontos, ficando como o segundo melhor vinho da noite.

  • Gaja Sperss Langhe DOC 2004 (1996)

Produtor- Gaja- Barbaresco- Cuneo- Piemonte- Itália

Castas- 94% Nebbiolo e 6% Barbera de vinhedo Sperss em Marenca-Rivette (Serralunga)

Teor alcoólico- 14%

Amadurecimento- 12 meses em barricas de carvalho francês e 12 meses em Botti.

Preço- R$ 2.500,00

Serviço- Decantado por duas horas e servido a 18ºC

Nariz fechado e complexo, frutas negras, alcaçuz, funghi.

Encorpado, viril, harmônico, muito estruturado, excelente equilíbrio, taninos finíssimos e excelente retrogosto. Nota 96, meu terceiro melhor vinho da noite.

Obteve 02 primeiro lugar, 03 segundo lugar e 04 terceiro lugar, somando 16 pontos, ficando como o quarto melhor vinho da noite.

  • Gaja Costa Russi Langhe DOC 1998 (1978)

Produtor- Gaja- Barbaresco- Cuneo- Piemonte- Itália

Castas-95% Nebbiolo e 5% Barbera de vinhedo Costa Russi em Barbaresco

Teor alcoólico- 14%

Amadurecimento- 12 meses em barricas de carvalho francês e 12 meses em Botti.

Preço- R$ 4.500,00

Serviço- Decantado por duas horas e servido a 18ºC

Vinho excepcional, no auge.

Nariz e boca muito elegante, viril, excelente equilíbrio, muito boa estrutura, frutas vermelhas e pretas, alcaçuz, alcatrão, rosas, bergamota e excelente retrogosto. Nota 97, meu segundo vinho da noite.

Obteve 02 primeiro lugar, 05 segundo lugar e 05 terceiro lugar, somando 21 pontos, ficando como o terceiro melhor vinho da noite.

  • Gaja Sori Tildin Langhe DOC 1998 (1970)

Produtor- Gaja- Barbaresco- Cuneo- Piemonte- Itália

Castas-95% Nebbiolo e 5% Barbera de vinhedo Sori Tildin em Barbaresco

Teor alcoólico- 14%

Amadurecimento- 12 meses em barricas de carvalho francês e 12 meses em Botti.

Preço- R$ 4.500,00

Serviço- Decantado por duas horas e servido a 18ºC

Mais sutil e menos estruturado que o Costa Russi.

Corpo médio, muito bom equilíbrio, frutas vermelhas, alcaçuz, rosas e excelente retrogosto. Nota 94.

Obteve 02 primeiro lugar, 01 segundo lugar e 02 terceiro lugar, somando 10 pontos e ficando como o quinto melhor vinho da noite.

  • Gaja Sori San Lorenzo Langhe DOC 1998 (1967)

Produtor- Gaja- Barbaresco- Cuneo- Piemonte- Itália

Castas-95% Nebbiolo e 5% Barbera de vinhedo Sori San Lorenzo em Barbaresco

Teor alcoólico- 14%

Amadurecimento- 12 meses em barricas de carvalho francês e 12 meses em Botti.

Preço- R$ 4.500,00

Serviço- Decantado por duas horas e servido a 18ºC

Vinho excepcional e que provavelmente melhorará com mais alguns anos de garrafa.

Excelente estrutura, excelente equilíbrio, muito viril e ao mesmo tempo elegante, taninos finissimos, frutas vermelhas e pretas, alcaçuz, alcatrão, rosas, couro e excelente retrogosto. Nota 97+, meu melhor vinho da noite.

Obteve 07 primeiro lugar, 05 segundo lugar e 02 terceiro lugar, somando 33 pontos, ficando como o melhor vinho da noite.

  • Gaja Sori San Lorenzo Langhe DOC 2001 (1967)

Produtor- Gaja- Barbaresco- Cuneo- Piemonte- Itália

Castas-95% Nebbiolo e 5% Barbera de vinhedo Sori San Lorenzo em Barbaresco

Teor alcoólico- 14%

Amadurecimento- 12 meses em barricas de carvalho francês e 12 meses em Botti.

Preço- R$ 4.500,00

Serviço- Decantado por duas horas e servido a 18ºC

Fechado, complexo, viril, excelente acidez, nota licorosas, taninos já integrados, excelente estrutura e excelente retrogosto. Nota 95.

Obteve 02 segundo lugar e 02 terceiro lugar, somando 06 pontos, ficando como o sexto melhor vinho da noite.

Painel fantástico e muito equilibrado, aonde embora as percepções fossem muito parecidas, pode se observar a diversidade, as nuances e a personalidade de cada vinho, ficando cada preferência aos pontos que cada degustador mais valoriza.

Após a degustação foi servido Brasato al Barolo e Tri-funghi, Polenta con Mascarpone e Cipolline in agrodolce e o Cascina Ballarin Barolo Bussia 2006, que não fez feio perante os vinhos do painel e que harmonizou muito bem com a comida, visto que o Brasato foi cozido no mesmo.

Um site WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: