Degustação de vinhos emblemáticos pelo mundo

Apresentação- Luiz Otávio Peçanha

Local- Enopira/Piracicaba

Dia- 05/11/2020Quinta-Feira

Horário- 19h00

Vagas- 08

Preço- R$ 6.500,00

Menu/vinhos apresentados:

Boas vindas:

  • Giulio Ferrrari Riserva del Fondatore Rosé 2006- R$ 3.000,00

Será servido- Casquinha de Siri

  • Bouchard Chevalier-Montrachet Grand Cru 2011- R$ 3.800,00
  • Château Laville Haut Brion Blanc 1985- R$ 3.600,00

Será servido: Médaillons de Truite farci

  • Almaviva 2015- R$ 2.000,00
  • Sassicaia 2016- R$ 4.000,00
  • Penfolds Grange Bin 95 2007- R$ 9.000,00
  • Château Lafite Rothschild 2006- R$ 8.000,00
  • Barca Velha 2004- R$ 4.500,00
  • Vega Sicília 1999- R$ 4.500,00
  • Opus One 1997- R$ 4.500,00

Será servido: Carré de Javali

Sobremesa/meditação:

  • Royal Tokaji Eszencia 2003- R$ 6.000,00

Situação- Lotada

Degustação de vinhos emblemáticos

Enopira- 05/11/2020

Menu/vinhos apresentados:

Boas vindas:

  1. Giulio Ferrrari Riserva del Fondatore Riserva Extra Brut Rosé 2006

Produtor- Ferrari Lunelli- Trento- Itália

Castas- 80% Pinot Noir e 20% Chardonnay

Teor alcoólico- 12,5%

Amadurecimento- 12 anos SurLattes- Degorgement em 2018

Preço- R$ 3.000,00

Serviço- Servido a 10º C

Cor salmão acobreada, boa perlage, nariz bom, na boca é complexa, mas faltou um pouco mais de vivacidade, notas de damasco, amêndoas, muito bom retrogosto. Nota 91, meu décimo melhor vinho.

Obteve 12 pontos, ficando na décima posição.

Foi servido- Casquinha de Siri

2- Bouchard Chevalier-Montrachet Grand Cru 2011

Produtor- Bouchard- Château de Beaune- Beaune- Bourgogne- França

Castas- 100% Chardonnay

Teor alcoólico- 13,5%

Amadurecimento- 12-14 meses em barricas (20% novas) de carvalho francês.

Preço- R$ 3.800,00

Serviço- Servido a 12º C

Bem típico, bom corpo, boa acidez, mineral, viril, notas de abacaxi, macadamia, leve baunilha, manteiga, amêndoas, tostado, excelente retrogosto. Nota 93+, meu sétimo melhor vinho.

Obteve 37 pontos, ficando na sexta posição.

3- Château Laville Haut Brion Grand Cru Classé Graves 1985 (1928-2008)

Produtor- Domaine Clarence Dillon- Talence- Bordeaux- França

Castas- Semillon e Sauvignon Blanc

Teor alcoólico- 12%

Amadurecimento- 13-16 meses em barricas novas de carvalho francês.

Preço- R$ 3.600,00

Serviço- Servido a 12º C

Nariz já bem evoluído, com notas de oxidação.

Na boca mostrou-se menos evoluído e com boa vivacidade, bom corpo, boa acidez, bastante complexo, com notas de pêssego branco, leve coco, própolis, noz pecan, marzipan, torrone, amêndoas tostadas e excelente retrogosto. Nota 94, meu sexto melhor vinho.

Obteve 25 pontos, ficando na nona posição.

Foi servido: Medalhão de Truta recheada com Espinafre e limão Siciliano acompanhada de Ravióli de Damasco e Tortei de Abobora

Em seguida a degustação foi às cegas, em bloco de 02 ou 03 vinhos; em parênteses a ordem em que foram servidos.

      (  5  ) Sassicaia 2016 (1968)

Produtor- Tenuta San Guido- Castagneto Carducci- Maremma- Toscana- Itália

Castas- 85% Cabernet Sauvignon e 15% Cabernet Franc

Teor alcoólico- 14%

Amadurecimento- 24 meses em barricas (33% novas) de carvalho francês.

Preço- R$ 4.000,00

Serviço- Decantado por duas horas e servido a 18º C

Excelente vinho, muito novo ainda, mas já muito agradável de beber, muito equilibrado, viril, boa acidez, taninos finíssimos, notas de feno no nariz, cereja, frutas negras e vermelhas maduras, madeira muito bem integrada, especiarias, excelente retrogosto. Nota 95, meu quarto melhor vinho.

Obteve 46 pontos, ficando na quinta posição.

       ( 4   ) Almaviva 2015 (1996)

Produtor- Viña Almaviva- Puente Alto- Chile

Castas- 69% Cabernet Sauvignon, 24% Carmenère, 5% Cabernet Franc e 2% P.V.

Teor alcoólico- 14,5%

Amadurecimento- 18 meses em barricas novas de carvalho francês.

Preço- R$ 2.000,00

Serviço- Decantado por duas horas e servido a 18º C

Muito bom vinho, notas de coco, frutas em geleia, pimentão, na boca é equilibrado, frutado, tostado, chocolate ao leite, notas de tamarindo e pimentão, muito bom retrogosto. Nota 92, meu nono melhor vinho.

Obteve 32 pontos, ficando na sétima posição.

       (  9  ) Penfolds Grange Bin 95 2007 (1951)

Produtor- Penfolds Wines- Barossa- Austrália

Castas- 97% Shiraz e3% Cabernet Sauvignon

Teor alcoólico- 15%

Amadurecimento- 21 meses em barricas novas de carvalho americano.

Preço- R$ 9.000,00

Serviço- Decantado por duas horas e servido a 18º C

Excelente vinho, nariz exuberante e especiado (ervas finas, cominho, erva doce, anis estrelado), groselha.

Na boca mostrou muito boa estrutura, muito equilibrado, complexo, se mostrando em camadas, notas de bacon, especiarias, frutas e madeira muito bem integradas, excelente retrogosto. Nota 95, meu quinto melhor vinho.

Obteve 02 primeiro lugar, somando 60 pontos e ficando na terceira posição.

       (  10  ) Château Lafite Rothschild Premier Gran Cru Classé Pauillac 2006

Produtor- Château Lafite Rothschild- Pauillac- Bordeaux- França

Castas- 82% Cabernet Sauvignon, 16% Merlot e 2% Cabernet Franc

Teor alcoólico- 12,5%

Amadurecimento- 18-20 meses em barricas novas de carvalho francês.

Preço- R$ 8.000,00

Serviço- Decantado por três horas e servido a 18º C

Nariz típico bordalês, sous bois, madeira nobre, cedro, maço de cigarro, frutas negras e vermelhas, nota de pimenta.

Na boca mostrou-se muito estruturado, muito equilibrado, viril, complexo, boa acidez, taninos finíssimos, ainda novo, ameixa, tostado, pimenta, notas terrosas e excelente retrogosto. Nota 96, meu segundo melhor vinho.

Obteve 66 pontos, ficando na segunda posição.

       (  8  ) Barca Velha 2004 (1952)

Produtor- Sogrape- Vila Nova de Gaia-Douro- Portugal

Castas- 40% Touriga Nacional, 30% Touriga Franca, 20% Tinta Roriz e 10% Tinto Cão

Teor alcoólico- 13,5%

Amadurecimento- 16 meses em barricas (75% novas) de carvalho francês.

Preço- R$ 4.500,00

Serviço- Decantado por duas horas e servido a 18º C

Nariz mais rustico, sous bois, garrigue, frutas negras, notas de pizarra, pimenta.

Na boca mostrou muito estruturado, bom equilíbrio, tostado, madeira, taninos finos e muito bom retrogosto. Nota 92+, meu oitavo melhor vinho.

Já provei Barca Velha 2004 melhor que este.

Obteve 30 pontos, ficando na oitava posição.

       (   7 ) Vega Sicília 1999 (1915)

Produtor- Tempos Vega Sicília- Valbuena del Duero- Valladolid- Espanha

Castas- 92% Tinto Fino e 8% Cabernet Sauvignon

Teor alcoólico- 14%

Amadurecimento- 6 anos em barricas de carvalho francês e americano e em tonéis

Preço- R$ 4.500,00

Serviço- Decantado por uma hora e servido a 18º C

Nariz muito agradavel, frutas negras e vermelhas, especiarias, tabaco.

Na boca mostrou-se muito estruturado, muito equilibrado, jovial, viril, frutas e madeira muito bem integradas, taninos finíssimos, excelente retrogosto. Nota 95+, meu terceiro melhor vinho.

Obteve 54 pontos, ficando na quarta posição.

       (   6 ) Opus One 1997 (1979)

Produtor- Opus One Winery- Oakville- Napa Valley- Califórnia- EUA

Castas-82% Cabernet Sauvignon, 8% C. Franc, 5% Merlot, 4% Malbec e 1%PV

Teor alcoólico- 13,5%

Amadurecimento- 18 meses em barricas novas de carvalho francês.

Preço- R$ 4.500,00

Serviço- Decantado por meia hora e servido a 18º C

Nariz exuberante e muito agradável, cereja, terra molhada, especiarias.

Na boca mostrou um bom corpo e estrutura, muito equilibrado, para mim no seu auge, elegante, cedro, couro, madeira nobre envelhecida, frutas e especiarias amalgadas, excelente retrogosto. Nota 97, meu melhor vinho, e meu melhor Opus One que provei.

Obteve 06 primeiro lugar e 02 segundo lugar, somando 78 pontos e ficando na primeira posição.

Foi servido: Carré de Javali, com virado de feijão de corda e arroz.

11- Royal Tokaji Eszencia 2003 (1993)

Produtor- Royal Tokaji Wine- Tokaji- Hungria

Castas- Furmint, Hárslevelü e Moscato Amarelo

Teor alcoólico- 2,3%      Açucar Residual 510,6 g/l     Acidez- 14,1 g/l

Amadurecimento- 7 anos em demi-Johns de vidro (garrafões)

Preço- R$ 6.000,00

Serviço- Servido a 8º C

Castanho escuro com reflexos dourado/âmbar.

Nariz com melado de figo, própolis, cera de abelha.

Na boca é cremoso, denso, com uma excelente acidez, que equilibra o dulçor e deixa a boca salivando, repete o nariz com melado de figo, própolis, excepcional retrogosto. Nota 95.

Não entrou na classificação, pois foi servido depois das notas e do jantar, como sobremesa e vinho de meditação.

Um site WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: